Como usar a linguagem corporal para melhorar sua comunicação e oratória

Heverson BarbosaoratóriaLeave a Comment

Que o corpo fala isso todo mundo sabe, mas até que ponto a linguagem corporal tem influência e como usar linguagem corporal?

A oratória moderna e a linguagem corporal tem como um dos seus pilares a naturalidade, ou seja aquela figura engessada de um cara engomado, falando de forma rebuscada é coisa do passado, mas isso não significa que tudo mudou e que os elementos de como usar a linguagem corporal basilares caíram e desuso, muito pelo contrário, uma boa postura é fundamental para que sua oratória seja eficaz e impactante positivamente, por isso separei as 3 regras de ouro para uma linguagem corporal que vai alavancar a percepção da sua audiência ao seu respeito.

1. Eixo (Linguagem corporal)

Nosso corpo tem um eixo que fica na linha da cintura, ou seja se você quiser estar bem alinhado com uma postura que transmite credibilidade e poder é importante estar com o eixo ajustado.

É nítido a diferença de percepção da plateia sobre a pessoa que está com o eixo desajustado, esta, muitas vezes aparenta, relaxo, desdém, imaturidade e até mesmo incompetência, pura e simplesmente porque sua linguagem corporal está inadequada.

O contrário também é verdade, por isso é fundamental que o orador intencionalmente observe e corrija esta postura pois transmitirá mais credibilidade, autoridade e confiança.
Por incrível que pareça alinhar a linguagem corporal é muito mais simples do que você possa imaginar, basta alinhar seus pés aos seus ombros deixando o quadril reto fazendo com que a linha da sua cintura fique horizontalmente reta.

Analise esta imagem ao lado, perceba como os pés estão paralelamente alinhados aos ombros projetando mais equilíbrio e elegância a palestrante além de trabalhar um processo neuro biológico chamado retro alimentação, neste caso o corpo está alimentando o cérebro de informações como se estivesse dizendo “Estamos alinhados, isso é importante”.

Outro ganho importantíssimo que temos quando ajustamos nossa linguagem corporal é a mentalidade adequada para causar uma boa impressão na plateia. Um exemplo que costumo dar nos cursos de oratória é o seguinte: “Você nunca verá uma pessoa deprimida e infeliz andando de cabeça erguida com o peito estufado e muito menos uma pessoa de bem com a vida, bem sucedida andando arrastada com a fisionomia pálida, cabeça baixa.”
Isso mostra claramente que assim como o que pensamos tem impacto em como nos portamos, como nos portamos tem impacto em como pensamos.

2. Reset

Você já viu pessoas que ao falar em público ficam com braços caídos ao longo do corpo, segurando as mãos, cruzando os dedos, mexendo com a aliança, mãos para traz, braços cruzados, etc… Todas estas posições entre tantas outras que vemos por ai, se dão por uma única razão.

Não saber o que fazer, isso mesmo! Por não saber o que fazer, fazemos qualquer coisa, o pior é que na maioria das vezes é a pior coisa a se fazer.
A posição que vou te ensinar é a mais usual e aceita para transmitir credibilidade, inclusive é utilizada por repórteres, apresentadores de TV, líderes experientes, etc.

linguagem-corporal

Observe agora a foto destas duas moças, verifique onde estão os seus braços, pode ter certeza, não é atoa que elas estão naquela mesma posição, mais conhecida como Reset, que basicamente alinha os braços dobrados em um ângulo de mais ou menos 90º fazendo com que as mãos fiquem na frente do umbigo, normalmente as palmas da mão se tocam dando mais segurança e desenvoltura no gestual evitando que as mãos fiquem perdidas ou sem função haja vista a grande importância delas no contexto da linguagem não verbal.

Lembrando que nem os braços muito menos as mãos devem ficar estáticas, pelo contrário, devem corroborar com a fala ampliando o significado das palavras e melhorando a amplitude e significado do que está sendo falado formando uma harmonia perfeita entre linguagem verbal e não verbal, habilidade esta fundamental para todas as pessoas que se propõem a falar bem em público.

Fisionomia da linguagem corporal

Existe uma expressão bem conhecida chamada de “poker face” ou seja cara de nada, sem expressão, sem reação, está ai um dos maiores erros dos palestrantes da atualidade, pois eles ajustam sua linguagem verbal, não verbal, mas esquecem que as pessoas estão olhando na maioria do tempo no seu rosto e o mesmo tem capacidade de transmitir emoções ou informações importantíssimas.

Esta questão é tão importante que ultimamente vem sendo estudada a exaustão por alguns especialistas como Paul Ekman que inspirou o seriado Netflix Lie to me, que é um verdadeiro sucesso mostrando um investigador que usa a fisionomia das pessoas para fazer a leitura de suas micro expressões.
As 7 principais microexpressões são:

  • Nojo
  • Raiva
  • Medo
  • Tristeza
  • Alegria
  • Surpresa
  • Desprezo

E quando são bem utilizadas podem ampliar e ser o grande diferencial que faz de um palestrante comum, um palestrante extraordinário. Mas atenção, estamos falando em intencionalidade não em falsidade, é bem importante entender e separar estas duas coisas, pois uma emoção falsa é farejada de longe por um observador atento e quando identificado destrói a credibilidade do orador.

Falamos sobre as 3 regras de ouro para uma comunicação de alta performance, eixo, reset e fisionomia, você viu como estas técnicas são fundamentais para você se comunicar com excelência portanto pratique para que fique cada vez mais natural e assim você começará a ver uma verdadeira transformação em seus resultados.
Se você tiver alguma dúvida, quiser esclarecer algum ponto que mencionamos, ou até mesmo comentar sobre como estas técnicas te ajudaram mande e-mail para o

contato@transformatoria.com.br, nós adoramos isso. Aqui no melhor curso do oratória.

Parabéns por ter chegado até aqui e lembre-se as pessoas que se comunicam bem, vão mais rápido, mais alto e são mais felizes.

Quer aprender a fazer discursos e apresentações estruturadas que prendem a atenção, vendem e geram engajamento? Então baixe agora o e-book 3 elementos indispensáveis para fazer discursos memoráveis e prepare-se para ser aplaudido em pé nos seus próximos discursos. linguagem-corporal

Fale conosco, o melhor curso de oratória em Curitiba, pelo WhatsApp (41)99999-7377, basta clicar aqui!

Confira outros artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.