Como escolher o melhor curso de oratória para você

Heverson BarbosaArtigos de oratóriaLeave a Comment

Como-escolher-o-melhor-curso-de-oratória-

Eu sei que para chegar até aqui não foi fácil, a maioria das pessoas quando busca um curso de oratória ou algo do genero, o faz porque estão, ou desesperadas porque tem uma apresentação para fazer e estão preocupadas com sua performance e querem fazer bonito, estão cansadas de perder oportunidades em sua carreira ou querem se destacar em sua profissão, ganhar mais dinheiro e poder realizar grandes sonhos.

Se você não consegue ter uma comunicação segura, persuasiva e natural não se sinta mal com isso, a culpa não é sua! 41% das pessoas no mundo dizem ter medo de falar em público e até mesmo aqueles que não tem medo, muitas vezes tem dificuldades de organizar sua fala.

Não sei se isso já aconteceu com você… Frio na barriga, mãos suando, coração acelerado, voz embargada, brancos… Por ai vai!

Warren Buffet o famoso bilionário americano disse que o curso de oratória foi o melhor investimento que ele fez em sua vida, porquê? A oratória ao contrário do que muitos acreditam é coisa de palco, microfone, líder religioso, advogado, etc. Mas a grande verdade é que a maioria absoluta das pessoas que nos buscam no curso de oratória o fazem pois querem melhorar sua comunicação no dia a dia, em seu trabalho, vender mais, liderarem melhor, se destacarem em seu ramo de atuação ou coisas do tipo, então você decide que precisa de um curso de oratória.

Assim como para se tornar médico você precisa estudar medicina, para se tornar músico precisa estudar música, para se tornar um orador/comunicador de sucesso precisa estudar? Isso mesmo estudar a oratória. Pois ao contrário do que muitos desafisados acreditam, oratória não é dom, oratória é técnica, ou seja pode ser aprendido, desenvolvido e melhorado.

Um bom comunicador é ao mesmo intecional e natural de tal forma que as pessoas que o veem não percebem quais técnicas de oratória ele está utilizando, apenas tem que ele se comunica bem, sem mesmo perceber ou saber porque ele se comunica bem.

Eu tenho certeza que você sabe que um bom comuncador tem boa dicção, estrutura bem suas ideia, tem um gestual estratégico, enfim consegue encantar e envolver sua audiência, ok! E ai surgem as perguntas…

Mas e como fazer isso?

  • Que curso pode me ensinar isso?
  • Será que eu aprendo?
  • Será que vai ser difícil?
  • Será que vai ser difícil?
  • Será que é caro?
  • Será que vou ser exposto?

Aí você sai em busca de um curso de oratória que resolva seu problema e se depara com dezenas no mercado. E não sabe como escolher, qual será o melhor, o que mais encaixa em seu perfil, ou o que tem o melhor custo benefício. Por isso decidi trazer algumas dicas para você na hora de escolher um curso de oratória porque eu mesmo já fiz mais de 20 e sei bem o que você está passando.

A primeira coisa é identificar qual é seu principal objetivo com este curso, se questione:

Quais são minhas principais dificuldades?

Qual meu nível em termos de oratória?

Qual o nível que eu desejo chegar?

O que estou disposto a abrir mão para ter o resultado que eu busco com o curso?

O que terei de ganho quando eu me tornar um(a) comunicador(a) extraordinário(a)?

Respondendo mentalmente estas perguntas, você já começa a ter clareza do que precisa buscar em um curso.

Sabe quando alguém te liga e diz “estou perdido, como chego ai?” Qual pergunta você faz? ” Onde você está? ” Por isso é tão importante responder estas perguntas, afinal para chegar onde você deseja primeiro precisa saber onde você está no que diz respeito a sua oratória.

Se você quer fazer um curso em uma áre ou , se quer se aperfeiçoar e conhecer mais técnicas ou quer começar do zero, perder o medo de falar em público. Isso vai fazer diferença na hora da escolha do curso.
Depois precisa decidir se você vai fazer um curso presencial ou online e aqui podem entrar uma série de fatores:
– A cidade onde você mora oferece ou não um curso na área,
– Qual sua disponibilidade de participar presencialmente de um curso
– Você tem disponibilidade de tempo com deslocamento
– Se for um curso à distância – ou online como chamamos – tem suporte constante
– Terá encontros ao vivo – mesmo que online.

Sabia que muitas pessoas buscam cursos de oratória pois tem medo de falar em público? E o medo pode estar ligado à diversos fatores, alguns ligados à infância, outros a traumas de um emprego anterior, cada pessoa apresenta dificuldades diferentes que a impede de falar em público, por isso na hora de escolher um curso de oratória veja se há uma análise individual do aluno ou se é algo mais voltado à técnica e didática do que a prática.
– Tem material de estudo – apostila
– Tem certificado
– Qual a metodologia: voltada a quem quer atuar na área teatral, algo voltado a apresentações com meio corporativo, algo voltado ao setor político, algo voltado ao segmento religioso, algo para sua desenvoltura
O curso de oratória deve ir além de técnicas de fala, de locução ou técnicas de persuasão. A metodologia precisa abranger inclusive como se portar no palco, e check-list do que precisa ter para uma apresentação de sucesso, vestimenta adequada, entre outros fatores.

– Se for um curso presencial – quantas pessoas tem cada turma? Turma grande pode dificultar o aprendizado pois o facilitador não poderá atender necessidades exclusivas, afinal de contas cada pessoa tem uma necessidade diferente.

Em nossa experiência de mais de 10 anos preparando oradores e palestrantes posso garantir pra você, já experimentamos de tudo, desde óculos de 4D até turmas com 500 pessoas pois nosso objetivo sempre foi TRANSFORMAÇÃO e não apenas técnicas de orador ensinadas em qualquer livro ou vídeo da internet. Algumas coisas funcionaram, outras não, mas o fato é que grupos acima de 15 pessoas perde o elemento pessoalidade/individualidade na proporção que a quantidade de pessoas aumenta, em um grupo acima de 50 pessoas funciona bem workshops com interações e dinâmicas práticas, já um grupo menor do que 6 pessoas perde em experiência grupal, afinal de contas aprender a falar em público sem “falar em público” é o mesmo que fazer curso de piloto e nunca pilotar uma aeronave apenas simuladores, não funciona tão bem, você entraria em um avião onde o piloto dissesse assim:
“Atenção senhores passageiros eu nunca pilotei um avião de verdade, apenas simuladores, vi vídeos e também li os melhores vídeos sobre pilotagem, podem ficar tranquilos”, sinceramente você voaria? Sendo assim a experiência de fazer apresentações no curso de oratória é muito importante no processo de transformatória que deve ser proposto ao aluno.
– Quem é o professor – você já conhece, pesquise, busque depoimentos, ele tem alguma certificação, é um coach, é especialista em PNL, quais as referências ele tem, verifique se o mesmo tem livros ou publicações e principalmente se ainda estuda temas correlatos, pois como toda a ciência a oratória passou e passa por transformações constantes e se o professor parou de estudar, parou de evoluir. Hoje em dia com a internet fica mais fácil fazer essa pesquisa.
Quando falamos em aprender algo, o educador precisa além de conhecer as técnicas, precisa se expressar bem, ter um método a ser seguido, domínio do conteúdo e claro saber ensinar.
Sabia que muitas pessoas conhecem vários conteúdos, mas tem dificuldade de ensinar o outro? Então quando se fala em curso de oratória é primordial que ele tenha essa habilidade, uma dica é saber se a escola usa metodologias andragógicas e socráticas, pois é o que tem de mais apropriado e moderno no ensino de adultos.
– Preço – o valor está dentro do seu orçamento, veja a média de preço de outras instituições que oferecem o mesmo curso, se o preço for muito acima ou muito abaixo pode ter algo estranho. Ou o profissional é muito famoso ou é um iniciante e pode ser que o conteúdo não seja o indicado no momento. É importante verificar os entregáveis, ou seja o que o curso oferece pois um local adequado, turmas reduzidas, material de apoio on line e off line, qualidade dos professores, prêmios que a escola ganhou, etc. Podem ser fatores importantes a serem pesados no quesito preço X Valor X entrega.
– Reconhecimento – A escola ou o professor já ganhou algum prêmio ou reconhecimento nacional, tem depoimentos de alunos em redes sociais ou Google, já esteve em programas de rádio ou TV, etc. Esses itens acabam referendando a escola e dão mais segurança na escolha.
– Atendimento humanizado – Todos os itens que falamos são importantes, mas nada como um atendimento pra você verificar se em casa de ferreiro o espeto é de pau, ou seja se o curso não transforma se quer seus colaboradores que dirá seus alunos, sendo assim, verifique se a empresa tem um atendimento personalizado onde os consultores estão interessados em atender às suas necessidades e não apenas vender um curso e tchau, sinceramente este é um dos itens mais importantes na minha opinião.

A maioria das pessoas que fazem curso de oratória consegue uma boa desenvoltura, já outras com problemas de medo mais graves podem necessitar da interferência de um profissional de psicologia, coaching ou fonoaudiólogo, mas a grande verdade é que um curso de oratória sério com certeza vai trazer uma melhorar significativa em sua performance, se você se dedicar é claro.
Lembre-se sempre “As pessoas que se comunicam bem vão mais longe, chegam mais rápido e são muito mais felizes! “

Gostou das dicas? E aí qual sua dúvida na hora de buscar um curso?

Fale conosco, o melhor curso de oratória em Curitiba, pelo WhatsApp (41)99999-7377, basta clicar aqui!

Confira outros artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.