Aprenda alguns conceitos sobre como Falar em Público

Heverson BarbosaoratóriaLeave a Comment

como-falar-em-publico

Um dos principais medos das pessoas é o de falar em público, e o pior, elas não sabem como falar em público, mas ao mesmo tempo essa é nossa primeira necessidade humana. Desde quando nascemos precisamos chorar e mostrar algum descontentamento, seja fome, frio ou simplesmente o pedido de um carinho e afeto.

como-falar-em-publico

Qual a importância da comunicação e como falar em público?

Comunicação nada mais é do que transmitir uma mensagem e receber, porém é fato de que a mesma informação pode chegar de diferentes maneiras e quem se comunica melhor tem maiores chances de ser efetivado em um cargo, conseguir uma vaga, uma namorada e por aí vai e nem sempre aquela pessoa tem maior conhecimento e habilidades em uma área, mas com certeza ela tem maior poder de persuasão e comunicação, por isso saiu na frente.
Mas sabia que existem técnicas que podem te ajudar a se comunicar melhor, seja no seu trabalho, diante de uma plateia ou até a otimizar a comunicação familiar e amorosa.

Não importa onde você vai falar, a técnica e o que o outro percebe sempre vai ser da mesma maneira.

Bom quando falamos em comunicação é preciso destacar que existe a comunicação verbal e a não verbal.
Como comunicação verbal podemos apresentar a escrita e a oral, essas são as mais usadas e conhecidas, já a comunicação não verbal pode-se destacar os gestos, os sinais, expressões faciais, códigos sonoros, placas, entre outros.

Muitas vezes, um simples sinal ou até mesmo uma placa pode significar muita coisa, como por exemplo, as placas de trânsito, sinais sonoros de ambulância, ou até mesmo a expressão quando alguém está bem zangado.

Como persuadir e como falar bem em público

Quando falamos em persuadir e influenciar uma pessoa a como falar bem em público, precisamos entender que influenciar é ajudar a tomada de decisão de uma pessoa ou mesmo ela se identificar com você, sem enganação ou algo que considere ruim, se você acredita que influenciar uma pessoa é algo ruim, você com certeza tem muitas crenças limitantes e isso vai interferir na sua forma de agir, pensar e falar. Então comece a mudar esse conceito.

Bom voltando a nossa influência entenda que isso sempre acontece, seja positiva ou negativamente, por exemplo, se uma pessoa está bem vestida, se porta bem diante dos outros, com gestos precisos, com certeza essa pessoa exerce uma influência positiva, que demostra firmeza em suas ações. Imagine um personal trainer obeso e com foco de trabalho voltado ao emagrecimento e fitness, qual o tipo de influência que essa pessoa realiza?

Entendeu que é preciso coerência em nossos atos e não apenas em nosso conteúdo verbal. Aliás nossa postura e ações representam 55% de nossa influência, então tenha uma boa postura, vestimentas que condizem com o local, já é o primeiro passo da sua boa comunicação.

Nossa voz, na realidade o tom da voz, significa 38% de nossa influência com o ouvinte, então sempre precisamos ter firmeza no que vamos falar, demonstrar emoções, articular bem as palavras, falar em um tom agradável e que possa ser ouvido, ter segurança, mostrar que temos o conhecimento sobre o tema abordado, lembre-se que a insegurança é muito percebida no tom da voz e nos gestos.

Então você é a autoridade no assunto, não importa se essa é a sua primeira apresentação, tenha certeza que você se preparou para tal, seja através de um curso de capacitação ou mesmo através de experiências pessoais.

Agora quando falamos sobre o conteúdo da palestra ou apresentação saiba que ele representa apenas 7% do seu poder de influência, então ter bom conteúdo é essencial, mas a forma como você vai apresentá-lo tem muito mais influência que o próprio conteúdo.

Macetes de como falar em público e adequação.

como-falar-em-publico

Lembre-se de adequar sua linguagem, para como falar em público, por exemplo, imagine que você é um nutricionista e vai falar sobre a importância da alimentação para três diferentes públicos: idosos, crianças do jardim da infância e adolescentes. Será que você vai abordar os temas da mesma maneira?

Espero sinceramente que não. Embora seja o mesmo conteúdo, será necessário adaptar a sua linguagem ao seu público. Assim você vai conseguir se conectar e ter um poder de influência maior sobre seu ouvinte, além de não se tornar chato ou que não pertença aquele meio.

Vamos a algumas diretrizes que precisam ser seguidas quando o assunto é ter uma boa comunicação. O primeiro é que todos os cérebros são acionados através do que chamamos de gatilhos mentais, inconscientemente nós nos portamos de determinadas maneiras e devemos entender isso ao oferecer o conteúdo, quando estamos no um a um, sempre oriento o comunicador a ouvir mais do que falar, visto que além da própria carência que os dias atuais estão ofertando às pessoas, há também a necessidade de saber o que o outro quer para que você ofereça o melhor serviço ou produto, lembre-se a pessoa nunca quer saber o que você tem a dizer, ela quer que você diga o que ela quer ouvir. Assim você terá uma comunicação assertiva.

Como ter uma comunicação assertiva e ser um bom orador resume-se na influência que você faz sobre sua plateia então seja direto, lembra da segurança? Então as pessoas não gostam de rodeios ou de se sentirem enganadas, seja honesto com as palavras e transparente, transmita respeito, sem brincadeiras que possam constranger os participantes, muitas vezes você vai usar de técnicas que precisam da participação do público então tome cuidado e seja respeitoso, sempre.

Acabando com o Medo de falar em Público

Não tenha medo de falar. Aí está o ponto que todos travam o medo de falar em público. Sabia que tudo resume-se a dois medos: o de não ser amado e o de não ser bom o suficiente! Então não queira agradar a todos, vá suba ao palco e faça o seu melhor, fale com naturalidade, planeje uma imagem simpática e confiante, fale com desenvoltura, use as mãos para falar e se expressar de maneira que demonstrem segurança e não que está perdido no palco pra lá e pra cá, gesticule, mas sem excessos, isso pode tirar o foco do participante.

Lembre-se que você só desenvolverá suas habilidades se praticar. Então mãos às obras, seja no espelho, com o gato, cachorro ou vizinho.

Fale conosco, o melhor curso de oratória em Curitiba, pelo WhatsApp (41)99999-7377, basta clicar aqui!

Confira outros artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.