Dicas de oratória para se dar bem ao falar em público

Heverson BarbosaoratóriaLeave a Comment

falar-em-publico

A arte da oratória pode ser um diferencial seja na hora de obter uma colocação no mercado de trabalho, seja na hora de fazer uma palestra ser bem-sucedida ou um fracasso. Falar bem em público requer algumas habilidades e técnicas, tanto que cursos de oratória existem há mais de 2000 anos dada a importância de se comunicar bem diante do público.

oratória

Pode ser que você seja um expert no assunto que vai tratar, faz relatórios com uma qualidade invejável, mas de repente quando se vê diante de uma plateia, mesmo que pequena, para expor seu conteúdo, você fica mudo, branco, chega a passar mal de tanto nervoso.

É o medo de falar em público pode ser um dos maiores de todos vivenciados pelo ser humano, pode acreditar?

Em suma a oratória é uma metodologia para que o indivíduo possa falar em público de maneira objetiva, consiga transmitir uma mensagem clara, de modo que atraia a atenção da plateia e com conteúdo relevante. Basicamente são aplicadas técnicas de dicção, fala e a postura corporal.

Como trabalhar a Dicção da sua Oratória

Quando falamos em dicção, ou seja, a forma de pronunciar as palavras, lembre-se que é necessário articular bem as sílabas, isso não quer dizer que precisa falar assim:

co-mu-ni-ca-ção, tudo separadinho e com pausas longas, o ideal é que seja dito de forma clara e precisa. Para melhorar a dicção precisa de preparo e treino.

Agora existem fatores que podem influenciar a dicção como a respiração adequada, aquecimento dos músculos faciais e aquecimento da língua.

Para isso você pode buscar um profissional especializado na área que pode te ensinar vários exercícios, ou mesmo buscar travas-línguas para melhorar a dicção.

Um bom exercício para melhorar este aspecto da fala é ler textos em voz alta com algum obstáculo na boca, como o dedo indicador dobrado sobre os dentes inferiores, ou um lápis.

Durante a leitura, você deve ler as palavras pronunciando cada sílaba sem cometer erros comuns, como esquecer dos fonemas /i/ e /s/ em algumas palavras. Ocultar algumas letras pode interferir na qualidade da sua apresentação.

Como usar o tom de voz ao falar quando for orador?

A intensidade da voz pode mostrar se você está confiante ou nervoso. Uma característica de pessoas extremamente tímidas é falar baixinho.

Em alguns casos fica até difícil ouvir o que essa pessoa tem a dizer, mas é possível melhorar a comunicação da oratória, com técnicas de canto e até mesmo de empoderamento, o que vai reduzir a timidez e consequentemente aumentar sua segurança ao falar em público.

A solução: muito treino até chegar ao tom de voz ideal para sua oratória.

Vale destacar que o tom da voz não significa falar alto demais ou gritar, lembre-se que depende do seu conteúdo, em uma mesma apresentação você vai precisar alterar o tom da sua voz diversas vezes, já que ao longo de sua apresentação poderá ter momentos mais intensos, outros mais reservados e aqueles em que é preciso ser mais expansivo e interagir com a plateia.

Fale em um tom que todos possam ouvir e de maneira clara.

Tenha domínio da sua respiração, não respire rápido e nem esqueça de respirar. Uma dica para reeducar tanto a respiração quanto a fala é criar o hábito de ler em voz alta em outras ocasiões mais naturais, como na leitura de um livro.

Através desse treino você se sentirá mais seguro no momento de realizar um discurso em público e ampliará suas chances de se sair bem.

Postura Corporal ajuda na oratoria?

Os gestos fazem parte da nossa linguagem corporal. Já ouviu a expressão: O corpo fala! Pois é, a forma com que nos portamos, nossos movimentos de braços, mãos, postura, ombros e até nossas expressões faciais reafirmam o que estamos dizendo ou faz com que entremos em contradição.

Então o que fazer? Mexer as mãos ou deixá-las paradas? Gesticular em demasia ou o mínimo possível? Posso garantir que não existe a fórmula mágica, mas para cada assunto, público e até mesmo o momento de sua apresentação você deve se portar de maneira diferente, lembre-se seja o mais natural possível e não um robô.

Mexa-se, tenha presença de palco e o mais importante, esteja relaxado e tranquilo, só assim poderá ter uma boa comunicação.

Aqui vale a pena pedir ajuda de seus amigos e familiares para te contar como você se porta em determinadas situações, quando está tranquilo, quando está nervoso, como age e fala.

Essas informações podem te ajudar a ter mais controle de seus gestos e expressões, assim vai saber como se sair nos palcos.

Quer uma dica para potencializar seu momento como orador?

Observe os grandes oradores. Como eles falam, o que falam, como são suas expressões faciais e seus gestos. Saiba que os grandes oradores têm uma capacidade de cativar os ouvintes, eles atuam de forma a persuadir e a atingir o emocional do público. Então coloque essas informações em prática e emocione seu público.

Fale conosco, o melhor curso de oratória em Curitiba, pelo WhatsApp (41)99999-7377, basta clicar aqui!

Confira outros artigos!

[ess_grid alias=”transformatoria”]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.